EXPEDICAO BAURU

31-03 A 04-04-2011

Estava eu, querendo fazer uma grande viagem com a minha Motocicleta, pois a 3 meses desde que a comprei, soh tinha feito pequenos passeio e eis que aparece o convite para ir a Bauru, Sao Paulo.
Expedicao Bauru, foi o nome dado a mais essa viagem.
O convite do grande Irmao Marcio Huchida (o Jaspion), chegou em boa hora, e eu queria muito participar do II EBAURU. Evento beneficiente feito pelos Irmaos daquele Oriente. Que seriam 2 dias de festa (Sexta Feira a noite e Sabado o dia todo). Fiz a inscricao pela internet.
Eu estava com um problema de levar a mala de roupa, pois a minha motocicleta, nao tem sissy bar, e nem alforges laterais. Entao eu levaria uma mochila de roupa, no banco do garupa, amarrada com cordas elasticas.(aranha). Mas um dia antes o mano Harilton, me emprestou os alforges da moto dele, que se encaixaram direitinho na minha maquina. Me livrando assim do incomodo de levar bagagem sem lugar definido.
Meu nome eh Luis Augusto, tenho uma motocicleta da marca Harley Davidson, modelo Sportster 883R, ano 2010.
Depois de varios e-mails, e ligacoes telefonicas, ficando combinado, com o mano Jair de Goiania, que fariamos a Expedicao Bauru, com saida programada no dia 31-03-2011, as 9 horas da manha do patio do Carrefour Sul, em Goiania.
Bonde assim formado:
Luis Augusto, Harley Davidson Sportster 883R, sem Garupa.
Jair Pereira e Angelina - Harley Davidson Electra Glide 1600CC
Hamilton Roseiro e Laodice - Vstorm 1000cc
Flavio Bianchesi e Elaine - Shadow 750cc
Miguel Rocha Lima e Alice - Boulevard 1500cc
Dia 30-03-2011 a noite tudo pronto pra comecar a viagem.
Dia 31-03-2011 as 5 horas da manha dei partida na negona, um beijao na minha amada ANA MARIA e iniciei mais uma grande viagem por esse Brasil varonil. Nao andei 10 km e ja peguei uma neblina terrivel, coisa que nao acontece em Goias devido ao clima seco, mas estavamos em epoca de chuva,entao seria normal a dita neblina, que me acompanhou ateh o vilarejo de Quebra Linha, 75km depois de Niquelandia, ja na divisa do municipio. Nesse trecho nao ultrapassei a velocidade de 60km/h. Com dia claro e visibilidade boa, comecei a andar mais rapido, pelo motivo de nao poder chegar a tempo em Goiania, e o pessoal sair sem eu. Uma parada em Cocalzinho de Goias, para abastecimento, e novamente na estrada. Ao chegar na BR153 em Anapolis, com pista dupla, deslanchei a motona para uns 140km/h, pra ganhar tempo.
Cheguei no local combinado as 8:45 hs. Uma rapida troca de abracos, e ja fui para o posto de gasolina, abastecer. Soh faltava o mano Miguel e a cunhada chegar, para iniciarmos a viagem em bonde.
Saimos do patio do arrefour norte as 9:35 hs da manha, e tocamos direto ateh Goiatuba, para abastecer e almocar.La encontramos 2 Irmaos de Brasilia, com suas Harley Davidson, tambem indo a Bauru. Os mesmos seguiram a viagem solo.

       
Nos almocamos, batemos papo, e mais tarde seguimos em direcao ao Trevao, para mais uma parada, abastecimento, alongamento, bate papo, e seguir em direcao a divisa de Minas Gerais com Sao Paulo, ao lado da UHE Marimbondo, para outra parada programada, ali saboreamos tira gosto de peixe. Bem mais tarde, seguimos para Sao Jose do Rio Preto, onde chegamos na entrada da cidade antes das 18 horas, ali esperamos um irmao, que nos levou ateh o hotel no centro da cidade. Devidamente instalados, tomei um banho, um comprimido de dorflex, cai na cama rapidinho estava dormindo, pois tinha pilotado a moto desde as 5 da manha. O Flavio, que estava sem a cunhada, repartiu o quarto do hotel comigo, e saiu com os outros e foram comemorar, chegando de volta la pelas 2 da manha. Levantei as 7 da horas, tomei um banho, desci e fui tomar cafe.

     
La pelas 9 da manha estavamos todos prontos pra seguir viagem. Todos na garagem do hotel preparando as motos para seguir viagem, paramos no Posto Macedao, para abastecer tomar agua, e bater papo, ja que a pressa era nossa inimiga. Na estrada novamente, seguimos ateh Lins, onde na saida da cidade, Posto de Gaucho, paramos para almocar, abastecer, e novamente aquele bate papo e brincadeiras descontaridas.

       
Pelas 14, 14:30 hs saimos outra vez, e chegamos em Bauru la pelas16 horas, apos um giro pela ciadade, achamos o Hotel, e fomos ao estacionamento. Motos paradas, malas na mao, fomos a recepcao apanhar as chaves dos apartamentos. Depois de estar acomodado, banho tomado, fui a beira da piscina bater papo com os Irmaos, e logo fomos a porta da rua, para ir no churrasco, que nos era oferecido. Alugamos uma Van e todo mundo foi na confraternizacao. Meia noite ja estavamos de volta ao hotel, e como todo mundo estava cancado, fomos dormir.

                     
No dia seguinte, sabado, novamente com a Van locada, fomos cedo para outro local, onde seria a festa do EBAURU. Ali passamos o dia, em confraternizacao e festa, reencontrando Irmaos ja conhecidos e conhecendo novos.Saboreamos a tal de Paeja, uma delicia.

                     
As 18 horas voltamos para o hotel, um rapido descanco e a noite estavamos de volta no Encontro, onde ficamos ateh as 22 horas.

     
No dia seguinte, conforme foi combinado as 8 da manha estavamos todos prontos pra iniciar a viagem de volta, saindo de Bauru as 9 da manha, passando por Jau, Ribeirao Preto, Uberaba, Uberlandia, Araguari, Caldas Novas, para pernoite em um hotel arrumado pelo mano Jair. Entre Araguari e Caldas Novas, pegamos muita chuva na estrada, e tinha buraco demais da conta o que nos atrazou muito, pois nao podiamos andar rapido.

 
Antes de chegar em Caldas Novas, uma parada numa pastelaria, em Corumbaiba, pra saborear um pastel. Comi 2 pasteis de palmito.
Chegamos em Caldas Novas as 18 e 30 horas, fomos direto ao hotel. Feito registro, chave na mao, banho tomado, roupa trocada,fui para a piscina encontar o pessoal. Como eu estava sem bermuda, o mano Flavio me emprestou uma, para eu poder tomar um banho nas aguas quentes, que foi uma delicia, ficamos ateh quase meia noite dentro da piscina, batendo papo, tomando umas, contando piadas e divertindo. No dia seguinte, conforme tinha combinado com o mano Hamilton sairiamos nos dois as 6 da manha e ele me deixaria na saida da cidade de Pires do Rio, de onde eu seguiria rumo a Anapolis, mas a estrada estava horrivel, com muitos buracos, e numa dessa eu passei direto pelo trevo e acabei desviando um pouco da rota.

 
Uma parada para foto em um trevo.
Parei em uma cidadezinha, tambem numa pastelaria, e la se foram mais 2 pasteis de palmito barriga adentro.
Me ensinaram um caminho pra passar por Goianapolis, e em seguida Anapolis, de onde apontei a direcao de Niquelandia, pela BR 414.

Já na BR153, pouco antes de Anapolis, passou um carro preto por mim, eu vi o vidro do lado do motorista baixar e sair de dentro do carro, uma objetiva de 200mm, e ai começou uma seção de fotos, pelo que percebi foram varias fotos, logo em seguida o motorista do carro acenou com a mao, despedindo e foi embora. Meses depois encontrei o tal fotografo na Loja da Harley Davidson em Goiania. Meu sobrinho Maçom Jose Neto. Mais uns meses depois e fiquei sabendo que uma das fotos estava numa reportagem da Globo News, materia sobre a Harley Davidson. Eh a foto do meio.

 O video pode ser visto aqui neste link da Globo.

 O video pode ser visto aqui neste link do Youtube.

       

Uma parada na entrada da Base Aerea de Anapolis, para fotos, e depois outra parada pra registrar os 5.000 km rodados com a HD.          
Em Cocalzinho uma ligacao ao mano Giba, para encontro no Posto em Dois Irmaos, mas o mesmo nao poderia, deixei la o Kit do evento em Bauru, que ele tinha pago, mas nao pode ir. Abasteci a moto e rumei pra Niquelandia, faltando 100 km pra chegar em casa.
As 14 horas estava encostando a moto na garagem, e mais uma vez, feliz da vida.

 
Kilometragem rodada na viagem toda.

     
Harley, parada na garagem, chegando de viagem.

 
HARLONA DO LULUZAO.

 
MAPA DA VIAGEM.

Mais uma vez meus agradecimentos: Ao Grande Arquiteto do Universo, por me proporcionar essa viagem, sem nenhum problema ou incidente.
A Ana Maria, por mais uma vez me deixar viajar sozinho. Fique aqui registrado, que em todos os momentos da viagem , naum deixei de pensar em vc um minuto. As pedaleiras do garupa estavam sempre abaixada, pois em meu pensamento vc estava na minha garupa. Te amo!
Aos meus queridos Irmaos e cunhadas, grandes companheiros de viagem, sempre alegres e bem dispostos. A todos os Irmaos e amigos, que encontrei nesses dias de pura alegria, festa e confraternizacao.

MUITO OBRIGADO!!!! ESPERO VOCEIS AQUI EM GOIAS.

 Retorna a minha pagina principal