"EXPEDICAO CAMPO GRANDE - MATO GROSSO DO SUL"

25 a 30-01-2012

Eu tinha prometido ao meu querido Irmao Zanola, Tenente Coronel das Forças Armadas, de que iria na solenidade de sua posse, como comandante da 30ª CSM em Campo Grande, MS. A principio iria Eu, Ana Maria e a Aline, mas no decorrer do tempo, ficou sem possibilidade de as duas irem junto. Em e-mails trocados na lista do MCBDA, o mano Cascorel de Brasilia e Jair de Goiania me convidaram pra ir de motocicleta. Acertamos os detalhes no dia 21 de Janeiro, data do casamento de meu filho Erik. Combinamos de nos encontrar no posto Cacareco, em Goiania, para sair as 10:00 horas da manha, do dia 25/01/2012. Fiz como sempre todos os preparativos com antecedencia, para que no dia tudo estivesse dentro das conformidades.

No dia combinado as 05:30 horas, em ponto, dei partida na Harley Davidson, e sai, embaixo de muita chuva, com destino a Goiania, iniciando se assim a Expedicao Mato Grosso do Sul.
No trajeto ateh bem depois do Faz Tudo, ainda com muita chuva, ja me molhando, apesar de estar com capa de chuva, e muito escuro, pois nessa epoca do ano aqui em Goias o dia clareia depois das 7 horas, eu pensei em desistir, mas a vontade de andar de moto foi superior, e continuei, sempre devagar e com muita atenção, andando a velocidade de 50 a 60 km/h. Fiz uma parada em Cocalzinho, para abastecimento, e um cafezinho, continuando a viagem em seguida. Cheguei em Goiania as 09:40 horas, e já estava me esperando no posto o mano Jair, o mesmo me informou que o pessoal de Brasilia iria se atrazar, pois tinha furado o pneu da moto do Cascorel.
Lá pelas 11 horas chegaram finalmente, o mano Cascorel, Abadio, e seu filho. Após as formalidades de recebimento, motos abastecidas, pegamos estrada rumo a Rio verde. Mal andamos uns kilometros, ainda dentro de Goiania, e a moto do sobrinho Edpo, deu problema no freio dianteiro, paramos em uma oficina e mandou se arrumar..aproveitando a deixa, o Cascorel também pediu pra ver o velocimetro da moto dele, pois segundo ele, de onde furou o pneu até ali tinha andado 15 km. E lá se vai a troca do cabo de velocimetro da moto. Tudo arrumado certo tempo depois seguimos a viagem, com muita chuva nas costas, passamos por varias obras na beira da estrada, e ai todas as motos ficaram muito suja de terra vermelha. Lá em Rio Verde, encontramos o mano Roberto, e nosso bonde passou a ter 7 motos. As recepções que tivemos no decorrer da viagem foram fantásticas. Do Robson e Airton em Rio Verde, do Filho e Cardoso em Itajá, do Marco Antonio em Cassilandia, do Silvio em Chapadão do Sul, do mano Massaroto em Camapuã, do Hélio Paraiba e Walmir em Campo Grande.
Dormimos em Cassilandia, MS, depois de lanches e jantar na casa de irmaos. No dia seguinte as 7 da manhã, todos na estrada novamente, seguimos rumo da Capital do Estado. Paramos para almoçar em Camapuã, não sem antes aquela paradinha no hospital onde trabalha o mano Massaroto ( o legitimo, rs,rs)..muitas fotos foram tiradas. Barriga cheia, tocamos para C. Grande, chegando por volta das 14 horas, onde ja nos esperava no trevo de entrada da cidade, o mano Hélio Paraiba. Mal começamos a andar, e a moto do Cascorel mais uma vez, deixou ele na mão, quebrou a corrente, e ai pra variar foi rebocado a uma oficina na cidade. Ali ficamos até mais tarde, chegando na casa do mano Zanola, lá pelas 17 horas. Abraços e cumprimentos..e "EU ENTREGUEI OFICIALMENTE O CAPACETE DELE QUE ESTAVA COMIGO DESDE O ABRAÇANDO BRASIL". Encontramos o Paulo Pinheiro que tinha vindo sózinho na sua moto, de Brasilia a Campo Grande.
Fomos alojados os 8 na garagem da casa do Zanola, que fica na vila militar, foram espalhados colchões pelo chão, e cada um se arrumou como pode, o clima era de um acampamento, muita brincadeira e festa, harmonia total. Acomodados, banho tomado, lanche feito, seguimos a noite para o aeroporto buscar o Presidente do MCBDA mano Edinho, de lá fomos direto a um barzinho, tomar umas brejas e por os assuntos em dias. Mais tarde voltamos pra casa e o Zanola ainda voltou ao aeroporto buscar mais irmãos e a noiva, que vinham de Brasilia. No outro dia bem cedo tomamos café e fomos de micro-onibus até o Quartel, para a solenidade de posse do Zanola, como Comandante do 30ºCSM. Foi muito lindo e emocionante. Depois descemos, para um coquetel oferecido por eles. Voltamos pra casa la pelas 16 horas, apanhamos as motos e fomos até o Grande Oriente do Mato Grosso do Sul, onde nos esperava o Serenissimo Grao Mestre, que nos mostrou todas as dependencias e o Templo, em seguida fomos até o Gabinete do mesmo e ficamos batendo um bom papo. Dali seguimos até a casa do mano...onde nos receberam, com festa e muita carne assada, mais brejas e refrigerantes. Muita brincadeira, alegria e descontração, até que la pelas 23 horas voltamos pra casa, ficando la na festa, Cascorel e Zanola. No dia seguinte fiquei sabendo que tinha recebido um premio, por ser o motociclista que mais andou nessa viagem, foram 1.270 km.

Clique em cima das fotos para ver em tamanho grande.

   
Chegando em Goiania....Os 6 que iniciaram a viagem.

 
Parada para almoço e abastecimento.

Cheguei em............

Clique em cima das fotos para ver em tamanho grande.

                                       

 Para ver mais fotos clique aqui e entre no album do picasaweb

No sabado de manhã, fui surpreendido, com a noticia de que estavam todos com vontade de voltar pra casa, uma rápida reunião, e ficou decidido de voltarmos nesse dia mesmo. Rapidamente arrumamos as malas, e em seguida as mesmas ja estavam nos alforjes das motos. Mano Jair avisou o Zanola da decisão, tomamos um café, e após as despedidas. Eu emocionado me despedi de todos, em especial ao Zanola. Familia maravilhosa...pai, mãe, irmaos, filhos, noiva...tudo de bom.As 10:00 horas local, seguimos guiados pelo mano Hélio Paraiba ateh a saida da cidade, pois ele ainda tinha que voltar, para ir com os outros irmãos que ficaram, iriam fazer uma visita ao Pantanal. Nós pegamos a estrada e seguimos com destino a Cassilândia, onde tinhamos planejado pernoitar. No meio do trajeto, furou o pneu da moto do Abadio, rapidamente o Jair se prontificou a concertar o mesmo. Pelas 2 da tarde, paramos em um restaurante bem simples na beira da estrada, para almoçar, e nesse intervim caiu o maior toró de chuva..a comida estava deliciosa, todos elogiaram. Na estrada novamente, sem chuva, seguimos ateh Caçu, ja em Goiás, chegando por volta das 19 horas. Todos instalados no hotel, banho tomado, roupa trocada, fomos a uma lanchonete, bem ao lado do hotel, pedimos tiragosto, umas brejas e refrigerante, muita brincadeira e papo descontraido, para mais tarde, ir durmir. No dia seguinte as 6 da manhã, ja em pé, colocando as malas nos alforjes, café tomado e as 7 horas ja estavamos todos na estrada. 10 km depois o mano Roberto deixa o bonde e segue solo, para a cidade dele, nós continuamos nossa viagem, e sem perceber erramos a estrada, pois a idéia seria ir ateh Itumbiara, Go, para seguir ateh Goiania, mas acabamos saindo em Ituiutaba, MG. Nesse pedaço andamos 219 km sem encontrar um posto de gasolina, a moto do Cascorel devia ter no tanque uns 300 ml de combustivel. Após abastecer seguimos ateh o Trevao, um desvio de +/- 100 km. Pegamos a BR153 e fomos ateh o Posto Alvorada, em Goiatuba, paramos para reabastecer e lanchar, rapidamente estavamos na estrada novamente. No trajeto entre Goiatuba e Goiania, o mano Paulo Pinheiro tambem deixou o bonde e seguiu sózinho, com sua Kawasaki, pois queria andar rápido e chegar cedo em casa, Brasilia. E eu levei o unico susto na viagem, pois quase entrei no mato e na trazeira de um caminhao, ali a Harley mostrou ser boa de freio, usei sómente o dianteiro, pois estava com os pés nas pedaleiras do carona, o que me proporciona um maior conforto na pilotagem. Não tive tempo de pisar no freio trazeiro. Minha Harley tem freio a disco e duplo na roda dianteira. E assim continuamos ateh Goiania, chegando próximo ao Carrefour as 13 horas. Ali a gente se despediu do Jair, Wolney e Cascorel, seguindo eu, Abadio e o filho dele ateh outro posto de gasolina, para mais um reabastecimento. Neste posto eu decidi seguir a viagem solo, pois poderia andar mais rapido e chegar cedo em casa. Mais uma despedida, deixando para traz o mano Abadio e seu filho, e segui sozinho, descambando pras bandas de Niquelandia, chegando em casa as 17:40 horas.
Cançado mas de alma lavada.
Agradeço ao Grande Arquiteto do Universo, por mais esta viagem feliz e sem grandes problemas.
Agradeço a Ana Maria, minha querida esposa, por me deixar fazer esta viagem, ela estava sempre presente em meus pensamentos, e as pedaleiras do carona, sempre baixadas, para mostrar que o lugar dela estava ali.

   
Moto suja, e depois lavada.


"VALEU MEUS QUERIDOS IRMAOS MOTOCICLISTAS".

 
Nesta foto o registro da kilometragem total, que foi andado neste evento.

 
Mapa do trajeto.

 Para ver mais fotos clique aqui e entre no album do picasaweb


Relacao dos irmaos que foram ateh Campo Grande MS
Formando um Comboio de 8 Motos.
Com 8 pessoas sendo:
7 irmaos, membros do MCBDA


Relacao dos Goianos:
01 - JAIR PEREIRA
02 - LUIS AUGUSTO DOS SANTOS
03 - WOLNEY VIEIRA BARROS
04 - ROBERTO (RIO VERDE, GO)


IIr.'. de Brasilia-DF
1 - CASCOREL
2 - ABADIO
3 - PAULO PINHEIRO
4 - EDPO (SOBRINHO)

E-mail recebido do mano Zanola, na lista dos Bodes. Em 31-01-2012

Manos, cunhadas o sobrinhos, só me resta agora agradecer a todos vocês pelo carinho, amizade, distinção e fraternidade demonstrados neste final de semana.

A presença se vocês neste momento tão importante para mim foi marcante, e responsável pela alegria que encheu meu coração. Vocês não fazem idéia da felicidade que estou e das saudades que já sinto de todos vocês.

Não vou nominar para não esquecer de alguém e cometer injustiça, vocês fazem a diferença podem estar certos disso. Vindos de Brasilia, Goiânia, Niquelândia, Rio Verde, Bahia, Jaú, Uberaba, Recife, Feira de Santana e aqui de Campo Grande, marcaram suas presenças por aqui. Apenas me desculpo por não ter conseguido acomodá-los da maneira que merecem e que gostaria de fazer.

Aos Manos de Campo Grande, Três Lagoas, Sidrolândia, Camapuã, efim do Mato Grosso do Sul , agradeço também pela recepção que tive aqui, pela programação que fizeram para receber nosso irmãos, sem o apoio de vocês eu não teria como receber estes Bodes com o brilhantismo e o carinho que fizeram.

Agradecimento especial aos Manos Walmir nosso coordenador, O mano Helio Paraiba e o Mano OCampos, por terem estado comigo diuturnamente durante estes dias que aqui estiveram nosso irmãos, devo esta a vocês.

Ao Mano Edinho, nosso Presidente, mais uma vez agradeço pela distinção e consideração, foi muito bom tê-lo conosco.

Ao Mano Marcio, Eminente Grão Mestre do GOB -MS, pela recepção e visita proporcionada ao GOB -MS

Enfim a todos vocês bodes fedorentos e cunhadas, muito obrigado pela recepção, pela participação e pelas demontrações de quão fortes, fraternos e unidos somos.

Cada dia que passa mais fortaleço minhas convicções de quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união!

T.`.F.`.A.`.

André Luiz ZANOLA - M.'.M.'.
Conselho de Administração MCBDA/Coordenador Moto Segurança
Facção Campo Grande - MS
Membro honorário da Facção Costa Verde - 100% Bodes do Asfalto
Sênior ABRAM - nº 43.552